27 de jan de 2010

Bayonetta, a nova aposta da Sega


Acabo de zerar Bayonetta e me vejo na obrigação de falar um pouco sobre esse jogo novo da Sega que, por incrível que pareça, é muito bom, fazia tempos que a Sega não acertava em um jogo, e com Bayonetta isso finalmente aconteceu, graças as muitas misturas de temas, personagens marcantes e uma absurda dinamica nas lutas do jogo.

Bayonetta é um jogo que mistura sensualidade, violência, armas, sensualidade, sangue, ballet, sensualidade e com certeza ótimas lutas que não te deixam enjoar.

A música é algo muito caracrterístico, assim como os cortes que dão um estilo ímpar pro jogo, fazendo lembrar as animações de jogos como Street Fighter, na hora de um golpe especial.

Ao passar da apresentação e começar a jogar você pode sentir uma ligeira tontura e confusão, pois você luta em pedaços de rochas caindo de uma altura absurda, enfrentando anjos com forma de demônios (totalmente normal nos dias de hoje), com a roupa e golpes especiais sendo feitos pelo seu cabelo, ou seja, ao usar um golpe especial nossa querida Bayonetta fica nua.

É difícil engolir um jogo com um estilo tão único a princípio, ainda mais quando você lembra que esse jogo era comparado ao Devil May Cry 3, que tem suas semelhanças, mas com certeza Bayonetta surpreendeu.

É estranho pensar que você está enfrentando o lado do "bem", matando anjos, mas a história dá conta de esclarecer isso, e com certeza o chefe final fecha muito bem o jogo.

Pode até parecer um pouco óbvio que quando você está enfrentando anjos, o chefe deles é...
Sem Spoilers.

Nas lutas há uma incrível variação de golpes, combos, transformações, pistolas, Shotguns, misturas de armas, katana, itens(pirulitos) para recuperar vida ou dar algum buff e ainda por cima, caso você tenha reflexo, há o Witch Time (Hora da Bruxa) que deixa tudo lento caso você desvie de um golpe nos últimos instantes. Para finalizar o inimigo, Baynoetta usa seu cabelo para transformar-se em um monstro ou algo do gênero.


Veja o gameplay disso tudo clicando aqui.
Veja também o trailer clicando aqui.

3 comentários:

Carlos Eduardo disse...

Joguei a demo no PS3, achei meio sem sal... Acho que vou dar uma segunda chance. É muito longo?

Mako disse...

é um pouco sim...

Mako disse...

mas só um pouco