18 de fev de 2011

The Gloria Record - A Lull in Trafic

No Matter How Different You Are, You're Just Like Everybody Else.


Sendo o Mineral uma das bandas mais influentes do emocore dos anos 90 (que saco fazer o mesmo parênteses falando sobre emo. Vejam os outros textos que falo disso), seria compreensível que os membros se acomodassem e colhessem os louros (na época não tantos) de sua representatividade. Mas, ao invés disso, os integrantes desenvolveram diversos projetos paralelos, tanto durante a existência do próprio Mineral, quanto após o fim da banda.

Dividindo-se em bandas como Pop Unknown, Imbroco, Pretty the Quick Black Eyes, dentre outras, os americanos de Austin, Texas, grande polo musical dos EUA, mantêm-se na ativa até hoje, seja em projetos solo, em outras bandas ou mesmo juntos de membros do próprio Mineral.

Uma dessas bandas, talvez a mais conhecida, é o The Gloria Record, que conta com os ex-Mineral Chris Simpson, guitarra e voz, para muitos a alma do Mineral, a quem é creditado muito do sucesso e emoção que a banda transmite, além do baixista Jeremy Gomez. A eles se juntaram o guitarrista Brian Hubbard e o bateirista Matt Hammon (substituído por Jeremy Tappero e depois por Brian Malone), além do tecladista Ben Houtman.



Após o ótimo The Gloria Record EP, que marcou a estréia da banda, eles gravaram o que considero o melhor registro da banda, o EP A Lull in Traffic, de 2000, que traz apenas cinco músicas, mas que já são mais do que o suficiente para mexer lá dentro. Extremamente passional e emotivo, as músicas fogem de clichês, falando sobre assistir a um filme ou a falta de inspiração, ao invés de despejar canções românticas em baciada.

Não por isso este EP se torna menos denso ou profundo, trazendo a inconfundível representação vocal de Chris Simpson, que de forma visceral coloca uma entrega e sinceridade impressionantes em suas letras, além do complexo instrumental, que pode até começar simples, mas acaba criando todo um ambiente grande e forte ao redor do óbvio destaque que é o vocal Simpson. A cozinha da banda cria uma base poderosa, que permite que as guitarras caiam em momentos precisos, criando uma atmosfera bastante agradável e grandiosa.

Não vou destacar músicas, recomendo o CD inteiro, sem tirar nenhuma de suas faixas, o que seria um erro meu, deixo aqui a música que dá nome ao disco.


THE GLORIA RECORD - A LULL IN TRAFFIC

Lineup:
Chris Simpson - voz/guitarra
Jeremy Gomez - baixo
Brian Hubbard - guitarra
Ben Houtman - teclado/piano/órgão
Brian Malone - bateria





















01 - A Lull in Traffic
02 - The Arctic Cat
03 - Tired and Uninspired
04 - Miserere
05 - A Bye

Página do The Gloria Record no site de sua gravadora, Crank Records

Nenhum comentário: