21 de jan de 2010

Entrevista de Mano Brown à Rolling Stone



Mano Brown símbolo dos Racionais MC's e maior figura do rap brasileiro, deu pouquíssimas entrevistas ao longo de sua trajetória. Nesta entrevista para Rolling Stone o rapper quebra o silêncio e se diz mudado, apesar de não ter perdido a essência. "É a hora! Tenho coisas para falar. Querem me ouvir, vou falar.""O Racionais parece ter uma cartilha a seguir e não fomos nós que a escrevemos. Foi a opinião pública. Somos reféns das palavras, mas não posso ser refém de nada, nem do rap. Vamos quebrar. Aquele Mano Brown virou sistema viciado, uma estátua óbvia demais. Pergunta tal coisa que ele vai responder tal coisa. Eu estava mapeado e rastreado

Depois da revista ter lançado a entrevista eu tenho visto muitos comentários divididos em relação a postura dele.
Pelo pouco que eu li da entrevista percebi que agora ele está mais preocupado em fazer música de qualidade do que pregar ideologias. Como ele mesmo disse: "Não da para nascer Bob Marley todo dia, não da para nascer 2pac ou Lula todo dia."


Download

Créditos ao blog Escrita Hip-Hop

3 comentários:

Jack disse...

Pô, o Brown perdeu a humildade

CAroL disse...

NãO julgo q bom q ele mudou pra melhor
mas quem vivia o rap e oq ele falava fica como
levava as letras dele a seriO agora num sab nem q mundO esta ... conheço pessoas assim e agora ?

William disse...

Ue se agora q o cara conseguiu uma vida boua,o cara tem d curtir se vestir msm... foi atraves d seu proprio esforço