16 de ago de 2010

Consciência Humana


Bom, depois de alguns dias de atraso, finalmente sentei minha bunda aqui na frente pra escrever. Dessa vez venho falar de um grupo que não tenho muitas informações e ainda tenho muito o que pesquisar, mas tudo bem.

O Consciência Humana é um grupo que surge em 1994, ali do lado leste de São Paulo, mais precisamente em um bairro chamado São Mateus, cujo eu tenho o prazer de residir.

O primeiro CD dos caras é o Enchergue Seus Próprios Erros, título irônico e esse ch aí meu amigo foi proposital.Cd que foi lançado no primeiro ano de existência da banda. Esse trabalho já mostra que o grupo tem um som forte e bem trabalhado, letras que retratam a realidade da periferia em um tempo muito sangrento, uma época onde um conhecido Policial e mais tarde Deputado Estadual, que eu prefiro não citar o nome pra não entrar em assuntos políticos, foi transferido para a 4ª Cia do 19º BPMM em São Matheus, que tinha o seguinte lema: “bandido bom é bandido morto". Nas letras do Consciência, eles criticam muito a polícia e prezam pela saúde da periferia, incentivando o negro e a cultura brasileira através de suas letras.

CD com músicas como Mãe África, som com um baixo tocado com um groove quase que como um berimbau e letra pesada, falando sobre a escravidão, passando uma mensagem para o negro. Logo depois já vem Imagem Brasileira, som com batida pesada e ritmo forte, até dançante, porém com uma letra que não é alegre, uma crítica a sociedade brasileira, com analogias ao hino nacional. Tá na Hora também vale a pena ser lembrada, música que tem como Original Sample: Hyldon – Na Rua, Na Chuva, Na Fazenda (Casinha De Sapê), música com letra pesada, onde eles fazem as críticas mais pesadas à polícia, até citando nomes de alguns oficiais, um deles é o que eu citei antes.



Em 1998, quatro anos depois do sucesso do Enchergue Seus Próprios Erros, é lançado o CD Entre a Adolescência e o Crime, na minha opinião o melhor do grupo. O CD segue o mesmo ritmo do primeiro, letras fortes e críticas. Esse foi o CD que consolidou o Consciência no rap nacional, com a música 121 (Rajada Parte II), continuação da música Rajada presente no primeiro cd, Pereferia Segue Sangrando, música que tem como Original Sample: Mommy, What Is A Funkadelic (1970) – Funkadelic. Nesse som eles afirmam o que já tinham dito no seu primeiro CD, usando alguns samples deles mesmos durante a música.

Amigo de Infância, Original Sample : Jorge Ben – Jesualda. Cara, pra mim essa é a melhor música do Jorge Ben e os caras do Consciência conseguiram fazer um excelente uso dessa música. A letra conta a história de um amigo que segue para o caminho do crime e tem um final triste. Lei da Periferia fez grande sucesso na época, lembro de como eu pirava quando rolava o som de São Mateus no antigo programa de rádio Espaço Rap.


O Consciência Humana promete um Cd para 2010 em seu Myspace, porém desde 2008 eles prometem esse mesmo cd e até agora nada. Não vou comentar ainda mais 2 cds que o CH tem, mas quem quiser da uma olhada no som dos caras pode ir no myspace e baixar qualquer um dos 4 cds, lá os caras disponibilizam todos eles pra download.





Nenhum comentário: