11 de set de 2010

Charles Bukowski

Nascido em Andernach, na Alemanha, Charles Bukowski viveu a partir dos três anos nos Estados Unidos. Com milhares de poemas, centenas de contos e seis romances, tornou-se um dos maiores nomes da literatura boêmia do século XX.

Crescenco cercado pela decadência social e econômica pós crise de 29, Bukowski escrevia sobre tudo de podre que via e vivenciava, sendo ele próprio o narrador de muitos de seus textos. Muito álcool, cigarros, drogas, mulheres infiéis, pessoas vazias, falta de dinheiro, sexo e, principalmente, a noite urbana são temas (senão personagens) recorrentes em sua obra.

Charles é muitas vezes tido como um autor melancólico e depressivo, visão da qual eu discordo. Para mim, Buck tinha uma visão realista e crua da vida, apenas retratando-a de modo fiel à sua realidade, não necessariamente apelando para colocar elementos de fote carga emocional.


"É este o problema com a bebida, pensei, enquanto me servia dum copo. Se acontece algo de mau, bebe-se para esquecer; se acontece algo de bom,bebe-se para celebrar, e se nada acontece, bebe-se para que aconteça qualquer coisa"
Além de seus famosos textos, Bukowski produzia pinturas abstratas e bastante coloridas, às quais são atribuídos diversos significados.

Charles Bukowski morreu de leucemia aos 73 anos, em março de 1994, deixando um legado que serve como fonte de inspiração para muitos dos roteiristas, poetas, pintores, escritores, atores e artistas marginais em geral.




Site sobre Bukowski com enorme acervo de poemas, artigos, entrevistas, manuscritos, pinturas, fotos e até mesmo sua ficha no FBI.

Nenhum comentário: