4 de nov de 2010

Marble Hornets

Seguindo a linha de reality horror que vem ganhando força ultimamente, com filmes como Rec, A Bruxa de Blair e Atividade Paranormal, a série virtual Marble Hornets tem como premissa inicial a história de Alex Kralie, que estava gravando um curta (o dito Marble Hornets), com o auxílio de seu amigo de faculdade, Tim.

Durante as filmagens, o comportamento de Alex começa a mudar, tornando-se mais irritado e nervoso, culminando com sua desistência do projeto, mudança de cidade e a entrega das fitas que já estavam gravadas para Tim, que, após três anos, resolve assistir o material e fazer upload de partes interessantes em um canal do Youtube.

Postando pequenos clipes de vídeo, com narração em texto, Tim começa a perceber que há algo mais nas fitas além do curta-metragem, sendo que muitas passagens não tem nada a ver com o filme, sendo filmagens particulares de Alex, que cada vez mais parece estar sendo perseguido por uma lenda urbana americana chamada SlenderMan


Os vídeos vão ficando cada vez mais assustadores e Tim resolve investigar o que acontece por conta própria, gravando vídeos próprios. Em dado momento, um usuário chamado totheark começa a postar vídeo-respostas no seu canal de Youtube, dando a entender que se trate do próprio SlenderMan.

O canal, totalmente independente, realmente passa a veracidade a que se pretende, em elementos como as postagens sendo feitas em intervalos de tempo críveis, movimentos de câmera, qualidade de imagem e som, quebras de passagens ou até mesmo em detalhes, como o nome do canal ser Marble Hornets, ou seja, inicialmente pensado para abrigar apenas o curta-metragem.

Ah, sim, e o principal: Dá medo? Cara, eu curto sentir medo, sempre vou atrás de livros, filmes, quadros, etc. que me passem esta sensação, que transmitam de um jeito legal esse sentimento e o Marble Hornets, além de ser muito bem feito e bem pensado tem uma atmosfera constantemente recriada e bem assustadora. Quem curte pode ver que é garantido.

Canal Marble Hornets
Canal totheark

Um comentário:

berg disse...

Essa linguagem em primeira pessoa é fantastica tanto em filmes com temáticas de terror de baixo orçamento igual atividade paranormal(11 mil dólares); O classico A Bruxa de Blair (36 mil dólares). Como também em produções como Cloverfield o Godzilla Americano(30 milhões de dólares).
Sem duvidas a melhor linguagem contemporânea para esse género.